• Perspectiva Comunicação

Mercado de Trabalho: guia salarial da Robert Half apresenta tendências para 2018

Atualizado: 22 de Out de 2019


Otimismo das empresas deve gerar impactos positivos nas contratações

A economia do Brasil começa a dar sinais de melhora, mesmo que a passos tímidos. Ainda que não seja possível prever resultados, as perspectivas para 2018 são otimistas, conforme aponta a 10ª edição do Guia Salarial da Robert Half. O estudo mapeia as tendências do mercado de trabalho para oito áreas: engenharia; finanças e contabilidade; jurídico; mercado financeiro; recursos humanos; seguros; tecnologia; e vendas e marketing.

“Os desafios dos últimos três anos foram uma oportunidade de reinvenção para que empresas e profissionais se destacassem diante da concorrência. Os que souberam aproveitar o momento, com certeza estarão um passo à frente nessa fase em que as companhias começam a reavaliar a retomada de projetos que estavam paralisados”, ressalta Fernando Mantovani, diretor geral da Robert Half.

A percepção do executivo sobre os movimentos do mercado em direção ao reaquecimento vem da troca de informações com gestores, reforçada pelos dados da segunda edição do Índice de Confiança Robert Half, que revela significativo aumento do otimismo dos recrutadores quanto ao momento atual do mercado de trabalho e com relação aos próximos seis meses.

Recomendações a profissionais e empregadores

Aos profissionais que buscam recolocação no mercado de trabalho ou desejam se movimentar, Mantovani aconselha uma análise sincera ao fazer o cruzamento entre as habilidades que possui e as demandadas pelo mercado.

Aos empregadores, a recomendação é manter a transparência sobre objetivos, propósitos, valores e expectativas da companhia, visando a atração, contratação e retenção de talentos. Processos de recrutamento ágeis, porém criteriosos, também são pontos de atenção para garantir uma equipe qualificada.

Guia Salarial da Robert Half 2018 – principais destaques

Engenharia

  • Mensagem-chave para o ano – Momento de reorganização

  • Maiores oportunidades – supply chain, vendas técnicas

  • Segmentos em alta – equipamentos médicos, bens de consumo, químicos, automotivo, agronegócios e tecnologia

  • Diferenciais desejados no perfil do profissional – perfil analítico, flexibilidade, jogo de cintura e inglês

  • Maior valorização salarial (2017/2018) – Engenheiro de Produção – de: entre R$ 6.800 a R$ 11.000 / para: R$ 6.800 a R$ 13.000 (+11,2% – empresas de grande porte)

Finanças e Contabilidade

  • Mensagem-chave para o ano – Aumentar a rentabilidade é o foco dos CFOs

  • Maiores oportunidades – operações estruturadas, fiscal, contábil e auditoria

  • Segmentos em alta – agronegócios, tecnologia e saúde

  • Diferenciais desejados no perfil do profissional – resiliência, perfil conciliador, multitarefas, flexibilidade e inglês

  • Maior valorização salarial (2017/2018) – Analista de finanças corporativas júnior – de R$ 3700 a R$ 4500/ para: R$ 3900 a R$ 4900 (+7,3% – empresas PMG)

Jurídico

  • Mensagem-chave para o ano – Senso de dono e perfil empreendedor: as características mais buscadas por escritórios e empresas

  • Maiores oportunidades – EM EMPRESAS: advogados generalistas, societário, contratos, compliance/ EM ESCRITÓRIOS: societário e M&A, contencioso cível, tributário, sócios

  • Segmentos em alta – agronegócio, saúde, serviços, bens de consumo, escritórios

  • Diferenciais desejados no perfil do profissional – visão do negócio e atitude de dono

  • Maior valorização salarial (2017/2018) – Advogado júnior trabalhista contencioso – de: R$ 3500 a R4 5000/ para: R$ 4000 a R$ 5300 (+ 9,4% – escritórios de médio/ boutique)

Mercado Financeiro

  • Mensagem-chave para o ano – Atitude de dono e excelentes conhecimentos técnicos são essenciais para os profissionais do mercado financeiro

  • Maiores oportunidades – compliance & auditoria, crédito, comercial, customer Experience & digital inovation

  • Segmentos em alta – fintechs, fundos de prive-te equity e cartões & meios de pagamento

  • Diferenciais desejados no perfil do profissional – atitude de dono, olhar estratégico, visão de longo prazo, inglês e espanhol

  • Maior valorização salarial (2017/2018) – Analista de crédito e risco – de: R$ 5500 a R$ 13500/ para: R$ 6200 a R$ 14800 (+10,5%)

Recursos Humanos

Mensagem-chave para o ano – Formação de líderes e retenção de talentos

Maiores oportunidades – remuneração e benefícios, business partner

Segmentos em alta – fintechs, bens de consumo, setor farmacêutico

Diferenciais desejados no perfil do profissional – foco no negócio, senso de dono e papel estratégico

Maior valorização salarial (2017/2018) – Gerente de Recursos Humanos – de: R$ 12500 a R4 26000/ para: R$ 13500 a R$ 28000 (+7,8% – empresa de grande porte)

Seguros

  • Mensagem-chave para o ano – Governança em alta e normas ainda mais exigentes

  • Maiores oportunidades – compliance & controles internos, ramos elementares e resseguros

  • Segmentos em alta – startups e resseguradoras

  • Diferenciais desejados no perfil do profissional – jogo de cintura, boa comunicação, visão estratégica, inglês

  • Maior valorização salarial (2017/2018) – Diretor atuarial – de: R$ 17500 a R$ 33500/ para: R$ 18200 a R$ 38000 (+10,2%)

Tecnologia

  • Mensagem-chave para o ano – Área em constante transformação

  • Maiores oportunidades – segurança da informação, BI, Big Data, cientista de dados, PO, scrum máster e agile coach

  • Segmentos em alta – empresas com grande volume de dados, empresas que estão se digitalizando e startups

  • Diferenciais desejados no perfil do profissional – perfil analítico, boa comunicação e bom relacionamento interpessoal

  • Maior valorização salarial (2017/2018) – CSO – Diretor de Segurança – de: R$ 18000 a R$ 35000/ para: R$ 22000 a R$ 40000 (+16,98%)

Vendas e Marketing

  • Mensagem-chave para o ano – Reinvenção da área

  • Maiores oportunidades – marketing digital, inteligência de mercado e marketing de produto

  • Segmentos em alta – segmento médico, bens de consumo e tecnologia

  • Diferenciais desejados no perfil do profissional – multitarefas, hands on, perfil analítico, Hunter e visão estratégica

  • Maior valorização salarial (2017/2018) – coordenador de categoria – de: R$ 6500 a R$ 11000/ para: R$ 7000 a R$ 12000 (+8,6% – empresa de grande porte)

#mercadodetrabalho #RobertHalf #guiasalarialRobertHalf

VAMOS CONVERSAR

Av. Angélica, 2100, 12º andar, São Paulo, SP 01228-903, Brasil

dbs@dbspartner.com.br   |  Phone: + 5511 3159 0888

© DBS Partner. All rights reserved.