top of page
  • Foto do escritorDBS Partner

9 de Julho: O que se comemora? É ponto facultativo?

feriado 9 de julho revolução constitucionalista

 

Comemorado no Estado de São Paulo, o feriado de 9 de Julho relembra a Revolução Constitucionalista de 1932, que tentou derrubar o então presidente Getúlio Vargas.

 

Agora, quando chegamos de fato ao conhecido dia 9 de julho, surgem algumas dúvidas: afinal, vai ter feriado? O que aconteceu no dia 9 de julho? O feriado é nacional ou estadual?

 

O que se comemora no feriado de 9 de Julho?

 

Foi em 9 de julho de 1932 o dia em que motins armados organizados nos estados de São Paulo, Mato Grosso (na parte que hoje é Mato Grosso do Sul) e Rio Grande do Sul começaram um levante para derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas e elaborar uma nova Constituição.

 

Esse movimento foi a famosa Revolução Constitucionalista. O dia virou uma das datas cívicas mais importantes em São Paulo e, por isso, é comemorado como um feriado até hoje.

 

O feriado de 9 de Julho é nacional?

 

Não. O feriado de 9 de Julho é comemorado apenas no Estado de São Paulo.

 

O que significa o feriado de 9 de julho?

 

O feriado comemora o início da Revolução Constitucionalista, quando o Estado de São Paulo organizou um levante para derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas e elaborar uma nova Constituição em 1932.

 

Em quais cidades é feriado dia 9 de julho?

 

O feriado de 9 de julho é estadual, então, abrange todas as cidades do Estado de São Paulo.

 

9 de Julho é ponto facultativo?

 

Por lei, 9 de julho é feriado no Estado de São Paulo, e não ponto facultativo.

 

O que aconteceu na Revolução Constitucionalista de 1932?

 

Na época, alguns estados brasileiros estavam em constante tensão com o presidente Getúlio Vargas, que governava o país nos moldes de uma ditadura. Havia um forte apelo para que fosse criada uma nova Constituição.

 

Nada foi feito até o dia 9 de julho, quando, então, os revolucionários dos estados de São Paulo, Mato Grosso (na parte que hoje é Mato Grosso do Sul) e Rio Grande do Sul pegaram em armas e começaram a organizar um movimento para derrubar Vargas do poder. Teve início, então, a Revolução Constitucionalista de 1932, que acabou derrotada.

 

Quanto tempo durou a Revolução Constitucionalista de 1932?

 

Três meses. Entre julho e outubro, as tropas revolucionárias, lideradas pelos paulistas, lutaram contra o governo federal, mas acabaram derrotadas.

 

Onde ocorreu a Revolução Constitucionalista de 1932?

 

O objetivo do levante dos estados de São Paulo, Mato Grosso (na parte que hoje é Mato Grosso do Sul) e Rio Grande do Sul era se juntar e marchar até o Rio de Janeiro, então capital do Brasil, para depor Getúlio Vargas.

 

Alguns confrontos entre o exército e as tropas armadas aconteceram neste trajeto até o Rio, mas a maior parte da batalha aconteceu no estado de São Paulo, que liderava o movimento. O exército de Vargas organizou ataques ofensivos nos quatro cantos de São Paulo, principalmente no interior do estado, com o objetivo de enfraquecer o líder do motim. E deu certo.

 

 

Fonte: Uol

Comments


bottom of page