top of page
  • Foto do escritorDBS Partner

Os desafios do RH em relação a benefícios para 2022


beneficios rh

Nos últimos anos, o cenário social e os avanços tecnológicos passaram por transformações significativas, o que culminou em novos desafios para o setor de RH enfrentar. A gestão de Recursos Humanos, de Pessoas, ou de Gente, como ultimamente também foi nomeado, constitui um setor fundamental dentro do organismo empresarial, portanto, a adaptação às mudanças precisa ser ágil e precisa.


O setor é responsável pelo suporte e por possibilitar a conquista dos objetivos da organização por meio de processos inovadores de gestão. O direcionamento das ações de RH é acompanhado de um objetivo central coletivo. Algumas importantes funções são: busca do desenvolvimento contínuo dos colaboradores; garantia da motivação dos colaboradores; remuneração e benefícios; seleção e contratação de novos colaboradores; e auxiliar em uma demanda ou um projeto específico da organização.


Segundo Celso Campello Neto, especialista em Administração, Sistemas Produtivos e Logística, CEO da Benefício Certo, administradora de benefícios especializada em vale-transporte, o RH tem quatro desafios centrais para 2022 no que diz respeito a benefícios. São eles:


Proporcionar uma gestão de benefícios atuante e atualizada


Garantir condições adequadas de trabalho para os colaboradores, visando o bem-estar, é vantajoso para todo processo produtivo de uma empresa. Os benefícios podem ser vistos como mecanismos diretos para atração de grandes profissionais para as empresas.


Para grande parte dos colaboradores, receber benefícios é tão importante quanto receber um bom salário ou mais importante ainda, pois eles podem ser fundamentais para o desenvolvimento pessoal e profissional. Além disso, os auxílios também demonstram a valorização do profissional pela organização.


Oferecer benefícios para os colaboradores trazem melhoria da qualidade de vida, proporcionando melhores refeições diárias, deslocamentos mais rápidos, assistência à saúde, vida mais saudável do ponto de vista físico e mental. Uma das alternativas é buscar alinhar e oferecer os benefícios de acordo com as reais necessidades dos funcionários, e avaliar qual é a melhor estratégia para os benefícios corporativos de todos. Ou seja, não é mais se manter no “feijão com arroz” e identificar como é possível inovar, assim oferecendo o que de fato tende a fazer diferença para os empregados.


Garantir condições adequadas de locomoção do colaborador ao seu local de trabalho


O avanço da campanha de imunização no Brasil está fazendo com que o retorno aos escritórios seja possível novamente, agora com um novo formato: o modelo híbrido. Com todas as transformações repentinas no mundo corporativo, a área de recursos humanos deve encarar as mudanças e se adaptar para administrar de forma eficiente os benefícios para os colaboradores.


Segundo pesquisa da consultoria KPMG, 85% das empresas que migraram para o home office por conta da crise sanitária pretendem assumir um modelo de trabalho híbrido em 2022, mesclando atividades presenciais nos escritórios com rotinas de trabalho em casa. Com uma nova divisão de trabalho, entre presencial e home-office, é necessário reprogramar e rediscutir a viabilidade das escalas presenciais, para isso é importante estar atento para fazer uma gestão do vale-transporte de forma organizada.


Para ajudar o RH, empresas terceirizadas auxiliam na gestão dos benefícios. Utilizando ferramentas que apresentam a melhor rota para o colaborador de acordo com as informações fornecidas do seu endereço e também fazem a gestão de saldos e créditos de VT utilizados. O RH ao terceirizar o serviço gera uma economia e redução de custos para a própria empresa.


Toda organização é obrigada por lei a fornecer o benefício do vale-transporte. Mas os trabalhadores podem usar transportes diferentes, muitos usam o próprio veículo para fazer o trajeto de casa até o trabalho. Para atender essa necessidade de locomoção existe o vale-combustível, benefício que funciona como uma alternativa para os profissionais que usam carros particulares. Contudo, para ele, a instabilidade dos preços dos combustíveis no país deve ser considerada na oferta.


Garantir condições adequadas no trabalho remoto


Para as empresas que optaram por manter o home office de forma definitiva, é necessário avaliar e oferecer um ambiente de trabalho saudável e confortável ao colaborador.


Disponibilizando os recursos necessários, a empresa pode oferecer o auxílio home office, contribuindo também com as despesas domésticas do colaborador, como contas de luz, internet e ajudando a comprar itens para o escritório.


Incentivar o consumo e o acesso a programas culturais


É importante as organizações buscarem oferecer benefícios relacionados ao bem-estar dos funcionários, uma das soluções é oferecer o vale-cultura. O benefício dá ao trabalhador a oportunidade de ir a museus, cinemas, shows, teatros e pode ser usado também para comprar livros, revistas, entre outros produtos relacionados ao consumo cultural.


‘’As empresas podem oferecer diversos benefícios aos seus colaboradores, como vale-combustível, auxílio home-office, benefícios de bem-estar, educação e cultura. Ao oferecer benefícios diferenciados aos colaboradores, a empresa consegue aumentar o engajamento e produtividade’’ reforça Campello Neto.



Fonte: RH pra VOCÊ

Kommentare


bottom of page