top of page
  • Foto do escritorDBS Partner

Como o exercício físico pode motivar colaboradores em todos os níveis hierárquicos nas empresas


exercicio fisico

O benefício do exercício físico como fator motivador para os colaboradores pode ser descrito ou mesmo transmitido de inúmeras formas como, por exemplo, a melhoria da imagem influenciando a autoestima de forma significativa. Melhora a saúde em todos os aspectos, a vida pessoal e promove até mudanças positivas no desempenho comportamental e muitas vezes, no perfil profissional.

 

A maioria das empresas que buscam aderir e reter os melhores talentos em suas organizações, e consequentemente figurar-se nas listas das melhores empresas para trabalhar, já percebeu que é de fundamental importância conceder esses benefícios aos seus funcionários.

 

Além de demonstrar na prática a preocupação com a saúde dos seus funcionários, tal auxílio traz uma rica lista de benefícios para a organização e para os colaboradores, fazendo com que eles percebam que a empresa tem de fato um compromisso que vai muito além do que somente uma relação comercial.

 

Algo que é de suma importância para a obtenção do sucesso esperado no oferecimento desse tipo de política de valorização, é que a empresa possa auxiliar os seus colaboradores na escolha da atividade ideal e a que mais combine com o perfil de cada um ou mesmo com a atividade exercida pelo funcionário.

 

Vale ressaltar que o exercício físico precisa se tornar um hábito, ou seja, é necessário que ele seja realizado em um ambiente agradável, prazeroso e com localização de fácil acesso. A atividade também deve ser aliada a uma alimentação saudável e balanceada, e, nesse sentido, percebemos a importância da multidisciplinaridade dentro do âmbito organizacional.

 

É fundamental que a empresa possa elaborar instrumentos métricos que possam embasá-los nas suas tomadas de decisões, dando condições aos colaboradores de encontrarem alguma atividade laboral com a qual se identifiquem e sintam prazer. Dessa forma, poderão medir os resultados e incluí-las em seus respectivos cotidianos de vida pessoal, com disciplina e periodicidade.

 

Qual a importância da Saúde dos Funcionários?

 

É possível perceber a diminuição do absenteísmo por motivos de doença e de afastamentos mais longos, uma vez que realizar o acompanhamento periódico da saúde promove a prevenção e permite o diagnóstico precoce de enfermidades graves, por isso ressaltamos a importância das equipes multidisciplinares inseridas dentro das organizações.

 

Vale lembrar que tais políticas além de serem previstas em Lei, são benfeitorias que contribuem para a sustentabilidade e vitalidade da empresa a curto, médio e longo prazo, mantendo a mão de obra saudável, aumentando a produtividade dos profissionais e preservando o conhecimento e os talentos dentro das organizações.

 

Para os colaboradores, as vantagens são ainda mais evidentes. Uma vez que a saúde é o bem mais precioso do ser humano, preservá-la é o investimento mais importante que pode ser feito. Com o quadro de saúde em dia, os funcionários tornam-se mais engajados e motivados a conquistarem suas metas profissionais e pessoais.

 

Nesse sentido, implementar um programa de saúde para os funcionários não é um custo, e sim um investimento. Pesquisas comprovam que a cada US$1 dólar investido na saúde dos empregados há o retorno de US$ 4 dólares para a empresa, com o aumento da produtividade.

 

É comum vermos empresas que até gostariam de implementar Programas de Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho e pela ausência de uma equipe multidisciplinar ou mesmo pelo perfil dos seus Recursos Humanos acabam encontrando dificuldades nessa implementação, e para isso vamos sugerir algumas ações que podem ser utilizadas pelas empresas, independente do seu porte.

 

  • Oferecimento de um bom plano de saúde;

  • Realização de ações preventivas de medicina do trabalho de longo prazo, que vão além dos exames admissionais, demissionais e periódicos;

  • Incentivo à realização de exercícios físicos (por meio de um benefício de atividade física);

  • Oferecimento de programas de alimentação saudável;

  • Promoção de campanhas contra o tabagismo e o alcoolismo;

  • Realização de ações para controle do colesterol e de prevenção de estresse, diabetes, depressão, hipertensão e obesidade, entre outras;

  • Implantação da cultura da atividade física e da saúde (trocar o elevador por escada; realizar caminhadas regulares; ir ao trabalho de bicicleta ou caminhando quando possível; realizar check-ups periódicos; beber água com frequência; adotar uma alimentação saudável; comer frutas, inclusive no escritório; incentivar a redução de consumo de lanches e fast foods).

 

Como podemos utilizar o fator motivacional como ferramenta de Gestão de Desempenho

 

Utilizar a motivação como ferramenta de gestão é uma excelente estratégia. Existem muitas formas de motivar funcionários e, acredite, oferecer altos salários é a menos importante delas, a permanência do talento nas organizações vai muito além do que bons salários, dinheiro não é tudo. Se o ambiente e as pessoas ao redor não contribuírem para que o profissional se realize trabalhando, a empresa perderá seus melhores talentos, mesmo remunerando bem. Nesse sentido, entender dos perfis das gerações que estão inseridas dentro das empresas, também pode ser um fator de diferencial no mercado. Silva et al., (2010).

 

Funcionários motivados são mais focados, alcançam e muitas vezes superam as expectativas, gerando fatores competitivos e atrativos diante dos concorrentes, lucrando mais e levando a imagem de um excelente ambiente de trabalho.

 

Mas, motivar colaboradores é algo fácil com as inúmeras gerações que as empresas têm em seus quadros? Como fazer?

 

  • Investir a no desenvolvimento deles via capacitações, planos de carreiras, mentorias, coachings e T.E.A.Ls

  • Estimular a gestão com pessoas nas empresas não é só um papel do Recursos Humanos, mas também dos gestores de áreas diretas as quais os colaboradores estão subordinados. Todos, independente da função, têm um papel fundamental e devem se preocupar com o desenvolvimento da equipe, dando e recebendo feedback positivo, e implantando a cultura do diálogo com a presença de uma liderança inspiradora; 

  • Umas ações muito simples de se implementar é oferecer frutas da estação, convênios com restaurantes naturais, espaços para lazer e descanso na empresa, ou mesmo estúdios funcionais, disponibilize atendimentos nutricionais e muito mais; 

  • Ofereça um pacote de benefícios atraente como, por exemplo, plano de saúde, plano odontológico, atividade física regular in loco ou via convênios com empresas promotoras de saúde, auxílio educacional, licença maternidade ou paternidade estendidas e home office, por exemplo; 

  • Reconheça os funcionários que se destacaram em algum projeto, pode ser com um elogio em público, um prêmio simbólico, uma bonificação em dinheiro, um dia de folga, um novo benefício, entre outras possibilidades, ou até mesmo uma futura promoção.

 

Portanto, é possível perceber que as empresas que entendem e ofertam políticas de recursos humanos com ênfase nas práticas esportivas como um dos fatores de diferenciação no mercado de trabalho, apresentam resultados visíveis na vida pessoal e profissional do seu corpo funcional.

 

Acreditamos significativamente que praticando e de fato levando a sério tais políticas é possível constatar a curto prazo os benefícios resultantes de oferecer atividades físicas para aumentar a motivação e a produtividade de seus colaboradores.

 

Algo importante a se refletir é analisar de forma profunda como está a saúde e qualidade de vida dos seus colaboradores.

 

 

Fonte: O Liberal

Comments


bottom of page