• DBS Partner

Desafios do mercado de benefícios no Brasil

Atualizado: Mar 31

Com cada vez mais empresas entendendo a importância de investir no desenvolvimento e na qualidade de vida dos colaboradores, o mercado de benefícios no Brasil é um campo promissor. O oferecimento de convênios de saúde e odontológico, vale-alimentação, vale-refeição, vale-combustível, entre muitos outros, é uma ação que traz retornos significativos a curto prazo. Tudo isso é convertido em ganhos para a organização e para o funcionário, que se sentirá mais valorizado e motivado para produzir. 


No entanto, mesmo que esse mercado esteja em expansão no Brasil, também é preciso parar para pensar em seus desafios, panorama atual e perspectivas para o futuro. Os times de Recursos Humanos devem ter ciência dessas informações para, assim, pensar em estratégias eficazes para melhorar os resultados corporativos.

Neste artigo, não só falaremos mais sobre o tema, como também traremos informações relevantes sobre as vantagens de oferecer benefícios corporativos aos colaboradores.


Cenário atual do mercado brasileiro de benefícios


A ampla competitividade e as instabilidades que afetam a economia nacional fazem com que as empresas precisem encontrar formas de driblar tais desafios e obter bons resultados. Nesse contexto, o papel do setor de Recursos Humanos é crucial: isso porque ele se torna responsável por muito mais que apenas cuidar de processos burocráticos, indo além das contratações e desligamentos. 


Cabe ao departamento trabalhar formas de melhorar a produtividade e o clima organizacional, manter os funcionários satisfeitos, captar e reter talentos, entre outros aspectos que colaboram com o sucesso de qualquer negócio. Uma estratégia que, aqui, ajuda bastante é ofertar benefícios corporativos, criando uma carteira atraente e alinhada aos objetivos da organização e dos times.


Benefícios em números 


Segundo dados levantados pela pesquisa “Panorama do Mercado de Benefícios Corporativos no Brasil”, realizada pela Qualicorp em 2017 , a assistência médica ainda é o principal benefício ofertado pelas organizações brasileiras, fazendo parte da estratégia de 94% das empresas entrevistadas. 


Contudo, para criar diferenciais competitivos e usufruir das vantagens que uma estratégia de benefícios proporciona, as empresas precisam inovar constantemente e adicionar em suas estratégias demais recompensas que despertem o interesse dos times. Nesse sentido, 69% das companhias entrevistadas afirmaram oferecer planos odontológicos, 68%, vale-refeição e 64%, vale-alimentação. 


Mudanças na CLT


As mudanças recentes na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) também afetam o mercado de benefícios no Brasil. Isso no sentido de que, amparadas pelos artigos 457 e 458, as empresas têm mais segurança para oferecer benefícios variados sem correr o risco de que eles sejam tributados como salário — diminuindo as chances da ocorrência de causas trabalhistas ou contratempos entre empregadores e empregados. 


Isso já estava claro para os incentivos relacionados à alimentação. Entretanto, agora, a segurança se estende para demais soluções, como vale-despesas, vale-presente, vale-assistência etc. 


Vantagens do investimento em benefícios por parte das empresas


Motiva os colaboradores 


Empresas são criadas e funcionam, pois nelas existem pessoas. Isso quer dizer que não adianta contar com um produto ou solução de primeira, se não há colaboradores dispostos a desenvolvê-los com qualidade, funcionários dedicados a oferecer um bom atendimento etc. Por isso mesmo, o recurso humano é o mais importante de qualquer organização. 


Agora, se essas pessoas não recebem motivações reais para realizarem seus trabalhos, pode ser que elas não deem o melhor em suas entregas, comprometendo os resultados da organização. Manter os times motivados e incentivados é fundamental, e uma boa estratégia de benefícios entra, nesse caso, como peça-chave. 


Aumenta a produtividade dos times


A relação entre motivação e produtividade nas empresas é mais que direta. Quando os colaboradores estão dispostos a trabalhar com excelência, os resultados no fluxo de produção são explícitos: produz-se mais, em menos tempo e com maior qualidade. 


Pense bem: se os funcionários estão satisfeitos com a organização, engajados com suas missões e têm, nos benefícios empresariais, um dos motivos para trabalharem naquele local todos os dias. Desse modo, eles certamente produzirão em níveis satisfatórios.


Diminui as taxas de turnover


Ao contrário do que muitos possam pensar, um salário condizente com a média do mercado não é mais suficiente para que um colaborador aceite uma proposta de emprego e continue na empresa, entregando resultados satisfatórios. Como já falamos, os times precisam estar motivados — e o oferecimento de benefícios é um grande aliado na captação e retenção de talentos. 


Altas taxas de turnover indicam que algo não vai bem no negócio e que ele deve reavaliar suas estratégias quanto à motivação, satisfação, valorização e engajamento de funcionários. Muitas vezes, o que está faltando para que os talentos permaneçam no negócio é justamente uma carteira de benefícios atraente.


Melhora a saúde e a qualidade de vida dos funcionários


Não apenas como estratégia de motivação servem os benefícios corporativos. Eles também são ótimas formas de promover a saúde e a qualidade de vida dos trabalhadores, excelentes diferenciais competitivos no mercado e pontos importantes para mostrar valorização e reconhecimento aos times. 


Como exemplo, podemos citar o vale-alimentação, o vale-refeição e os planos odontológicos. O primeiro permite que o funcionário faça compras de gênero alimentício em estabelecimentos como supermercados etc. O segundo, que ele realize suas refeições em restaurantes e locais similares. O último, como o nome já indica, amplia o acesso aos cuidados com a saúde bucal. 


Contando com os insumos necessários para manter o bom funcionamento do organismo — por meio de dietas balanceadas e consultas frequentes com especialistas —, a saúde do colaborador agradece e todas as outras vantagens já listadas até aqui surgem como consequência. 


Desafios do mercado de benefícios no Brasil


Muito embora pesquisas comprovem a relação entre ações que focam na qualidade de vida do colaborador e mais lucratividade, um dos principais desafios do mercado de benefícios no Brasil está justamente em mudar a visão de alguns gestores, que equivocadamente enxergam a criação de uma política de benefícios como um gasto que compromete o orçamento do negócio.  


Analisemos juntos: pouco adianta apostar nas mais modernas tecnologias em automação e otimização de processos, capacitando os funcionários para incorporá-las no dia a dia, se eles não têm a motivação que necessitam para entregar resultados, concorda? Fazer com que mais gestores entendam isso e passem a enxergar o oferecimento de benefícios como um investimento (e não gasto) é, então, um dos principais focos das prestadoras de serviços desse mercado. 


Perspectivas para o futuro


A procura por parte das empresas e o desejo que têm de usufruírem das vantagens listadas no post fazem com que o  mercado de benefícios no Brasil esteja em expansão, como falamos anteriormente. Por esse motivo, o setor se encontra em crescimento e oferece uma gama ainda maior de serviços em prol dos negócios e dos colaboradores. 


Essa alta demanda, inclusive, gerou a criação de novos cargos dentro dos negócios, como analista de benefícios, gestor de benefícios, consultor especializado em benefícios, entre outros. A perspectiva é que, nos próximos anos, cada vez mais gestores enxerguem o oferecimento dessas ferramentas como um investimento de alto retorno, acompanhando e aperfeiçoando as estratégias.  


Por exemplo, se antes as corporações ofereciam benefícios básicos ao trabalhador sem fazer a verdadeira análise e acompanhamento do impacto do benefício na vida do profissional e nos resultados empresariais, hoje, o cenário é completamente diferente.


Além de inovarem em soluções, os negócios também se preocupam em averiguar por meio de pesquisas internas e utilizando a análise de dados se os colaboradores estão satisfeitos com a estratégia e se há a necessidade de alterá-la. É preciso pensar que cada corporação tem um perfil (o mesmo vale para os tipos de talentos contratados), por isso, é importante adotar uma política que realmente seja atrativa para essas pessoas, optando pelos serviços de uma prestadora de serviços especializada. 


Como você pode perceber, o mercado de benefícios no Brasil apresenta alguns desafios, mas, no geral, as perspectivas positivas são muito maiores. Cabe às empresas que atuam no setor oferecer portfólios inovadores, que se adequem ao perfil de diferentes organizações, ampliar a cobertura das soluções, além de prestar serviços que otimizam o funcionamento do negócio, como a gestão terceirizada completa.


Fonte: Portal vb


#benefícios #gestão

VAMOS CONVERSAR

Av. Angélica, 2100, 12º andar, São Paulo, SP 01228-903, Brasil

dbs@dbspartner.com.br   |  Phone: + 5511 3159 0888

© DBS Partner. All rights reserved.